Quinta-feira, 2 de Setembro de 2004

JARDIM BOTÂNICO (V)

 

 

HERBÁRIO

 

Outro aspecto interessante das instalações do Jardim Botânico da Madeira, é a existência de um herbário. Nada melhor do que o site do Jardim para nos falar dele:

 

O QUE É UM HERBÁRIO?

 

O herbário é uma colecção dinâmica de plantas secas prensadas de onde se está constantemente a extrair, utilizar e a adicionar informação sobre cada uma das populações e/ou espécies conhecidas, e sobre novas espécies de plantas.O papel vital que os herbários podem desempenhar nos estudos de biodiversidade são cada vez mais reconhecidos por um maior número de investigadores. Os herbários albergam uma grande quantidade da informação e dados sobre a diversidade vegetal que variadas disciplinas, tais como a conservação, ecologia, fisiologia, farmacologia, agronomia (melhoramento vegetal), necessitam de conhecer para conduzirem esforços na recuperação do coberto vegetal, recuperação de paisagens degradadas, cruzamentos com incremento de resistência a pragas, melhoramento vegetal, extracção de produtos farmacêuticos e outros.Todas estas disciplinas formulam questões aos taxonomistas sobre a Identificação, Nomenclatura (especificar um nome para essa planta), Classificação (parentes mais próximos e o seu agrupamento), Distribuição (passada e presente), Ecologia (tipo(s) de habitat), etc, as quais podem ser respondidas em parte por uma etiqueta de cada exemplar de herbário e pela qualidade do exemplar de herbário e representatividade que cada herbário possui da flora de uma dada região.

 

Objectivos gerais de um herbário:

 

1. Preservar e albergar material vegetal de referência e que esteja ordenado de uma forma simples e indexada;

 

2. Possibilitar a identificação rápida de exemplares colhidos através de comparação com aqueles existentes na colecção. Para tal, os espécimes devem estar ordenados de uma forma que reflicta as similaridades entre diferentes grupos de plantas;

 

3. Constituir uma referência sobre os nomes correctos de cada espécie. Para tal, é necessário uma referência cruzada frequente com trabalhos de revisão taxonómica e nomenclatural;

 

4. Constituir uma base de dados o mais completa possível sobre a diversidade e vegetação de uma dada região. Enriquecimento das colecções com espécimes de grande qualidade científica, com registo da sua localização o mais exacta possível, dados ecológicos, altitude, tipo de vegetação e outros dados de interesse. Intercâmbio com outros herbários;

 

5. Extracção da informação e utilização dos dados de cada exemplar de herbário através da disponibilização dos exemplares para consulta ou empréstimo.

 

 

(Foto do Herbário do Jardim - ©Jardim Botânico da Madeira)

 

Colecções

 

MADJ - Herbário do Jardim Botânico da Madeira. Neste Herbário encontra-se incorporado o Herbário Histórico do Seminário do Funchal (MADS).

 

O Herbário do Jardim Botânico da Madeira (MADJ), foi iniciado em 1957,pelo Eng.º Rui Vieira, Eng.º Malato-Beliz e Sr. Rui Santos,antes da criação oficial do Jardim Botânico da Madeira a 30 de Abril de 1960.

 

Em 1957 foram herborizadas cerca de 642 plantas vasculares de diversos locais do arquipélago da Madeira e Selvagens.Ao longo dos anos o herbário (MADJ) foi enriquecido com novas colheitas e colecções cedidas por vários botânicos sendo actualmente de 21.570 exemplares de plantas Vasculares, Avasculares e Líquenes (inclui o herbário do seminário do Funchal MADS). Estes exemplares são na maioria da Madeira, Porto Santo, Desertas, Selvagens e de outros arquipélagos Macaronésicos.

 

Neste herbário também encontram-se incluídas colecções de plantas cultivadas e medicinais.

 

MADS - Herbário Histórico do Seminário do Funchal, à guarda do Jardim Botânico da Madeira desde 1982, o qual está incorporado no MADJ.

publicado por João Carvalho Fernandes às 17:17
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30

.links

.posts recentes

. CALHAU DA LAPA

. PISCINAS DA PONTA GORDA -...

. Carreiro mais antigo diss...

. ROSEIRAL DA QUINTA DO ARC...

. ROSEIRAL DA QUINTA DO ARC...

. ROSEIRAL DA QUINTA DO ARC...

. QUINTA DO ARCO - ARCO DE ...

. PONTA DE SÃO LOURENÇO

. FORTE DE SÃO TIAGO

. HELLOGUIDEMadeira

. CABO GIRÃO AOS PÉS

. VISTA DO MIRADOURO DO CAB...

. MIRADOURO DO CABO GIRÃO

. TELEFÉRICO DO RANCHO

. VISTA TELEFÉRICO DO RANCH...

. Estátua do INFANTE D. HEN...

. IGREJA DE SANTA MARIA MAI...

. JANELA MANUELINA NA QUINT...

. VÉU DA NOIVA - SEIXAL

. PENHA DE ÁGUIA

.arquivos

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Agosto 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Junho 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Julho 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Boa Noite e Bom Descanso

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds